A Empresa

A missão da ADCom Comunicação Empresarial é criar, consolidar, fortalecer e valorizar a imagem e reputação de empresas, instituições e profissionais junto a seu público alvo e à sociedade, por meio de comunicação integrada. Nosso trabalho tem como meta aumentar o encantamento pela marca, tornando o consumidor fã dela e, também, um disseminador de seu nome. Esta paixão possibilita à empresa praticar valores mais justos e lucrativos. Integramos distintas formas de comunicação para geramos maior visibilidade e transformarmos, de forma moderna e antenada, o assessorado em referência no seu segmento para que seu público fique cada vez mais encantado. 

Serviços

  • Relacionamento com a Imprensa

    O Relacionamento com a Imprensa, conhecido como Assessoria de Imprensa, visa dar ênfase ao envio de informações sobre o cliente à mídia impressa, eletrônica e on line para que ele se transforme em fonte em matérias jornalísticas. Esta ação agrega valor, aumenta a reputação e lembrança do nome de forma direta e indireta, atingindo diferentes públicos de interesse, de forma maciça e mais abrangente.
  • Publicações

    Desenvolvimento de publicações digitais ou impressas (jornais, revistas, newsletters, material publicitário, entre outros) com o objetivo de valorizar, institucionalmente, o cliente, atingindo e se relacionando com o público alvo, abrindo o diálogo e levando a ele informações de valor e interesse. 
  • Geração de Conteúdos

    Desenvolvemos todos os tipos de conteúdos para os mais diferentes fins. São eles: matéria jornalística, livro, blog, rede social, redação publicitária, release, newsletter, revista, jornal, sites, portais, entre outros. São textos, fotos, vídeos, podcasts (áudios), com o conteúdo pertinente àquele meio e ao público ao qual se destina. Fazemos geralmente um "cross media", onde um meio complementa o outro de forma atraente e envolvente. Estamos sempre antenados com as novas tendências e como potencializar seu uso com uma comunicação inteligente, criativa e de resultados.
  • Sites e Portais

    O site do cliente deve ter uma apresentação moderna, dinâmica e ser atualizado constantemente para geração de interesse.

    A ideia é abastecermos continuamente com notícias sobre a empresa e meio de atuação, com artigos assinados pelos diretores, com imagens, gráficos, vídeos, entre outros materiais que gerem interesse e levem informação de qualidade para o internauta.

    Atualizamos também conteúdos estáticos existentes e gerenciamos a contratação de profissionais, por exemplo, entre outras ações de relevância para este item da mais alta relevância para qualquer empresa, seja de que porte for.
  • Redes Sociais

    As redes sociais ganham importância crescente com o acesso cada vez maior de pessoas a elas pelas mais distintas formas, sendo as principais celulares e tablets.

    Por isso, devem ser tratadas com a relevância devida, aumentando o engajamento, informando e formando opinião para consolidação da reputação, bem como valorização da imagem.

    Nossa equipe elabora conteúdo (textos, fotos, vídeos, podcasts), seleciona públicos de interesse, impulsiona publicações com o foco tanto na valorização de imagem e reputação como na reversão de leads para o cliente.

    É importante sempre ser elaborado conteúdo condizente com cada rede pois cada uma delas tem a sua peculiaridade.
  • Prevenção e Gerenciamento de Crise de Imagem

    Quanto custa e quanto tempo leva para se construir um nome no mercado?

    O deslize de um funcionário, o descontentamento de cliente, a má explicação de um fato, a deturpação da informação ou até mesmo alguma fatalidade são fatores que podem arruinar a imagem e a reputação de empresas, profissionais, produtos e instituições.

    A ADCom Comunicação Empresarial, por meio de trabalho contínuo junto ao cliente, pode avaliar, prevenir, antecipar soluções e criar ferramentas específicas para situações potenciais de crise.

    E, se ela estiver instalada, resolvê-la da forma mais adequada.

    Uma crise sempre deixa sequelas graves que, se não forem corretamente trabalhadas, podem ser difíceis de reverter.
    Esta situação é, por si só, muito difícil. Porém, é importante que também se atue forte depois da ocorrência para amenizá-la de maneira substancial.
    O ideal é, desde o início desta queda, manter-se aberto ao diálogo e se mostrar acessível aos questionamentos dos públicos interno e externo, com um discurso ético, honesto e com comunicação acessível a todos.
  • Eventos

    Realizamos a cobertura in loco de eventos tanto próprios como que contem com a participação do cliente.

    É promovida divulgação jornalística pré e pós-evento para mailing de interesse e imprensa, bem como em tempo real, ao vivo, no momento que ocorre, para abastecimento das redes sociais.

    Também preparamos o presskit para a sala de imprensa e, além do apoio jornalístico, disponibilizamo-nos a sugerir ideias para maior valorização destas ações.

    Por isto, é importante que nossa equipe participe desde o momento da concepção para que se possa ter mais atrativos tanto para a imprensa como para o público de interesse. 
  • Treinamentos e Palestras

    A ADCom Comunicação Empresarial ministra palestras e treinamentos sobre o funcionamento da mídia brasileira, como lidar com a imprensa, como se portar em uma entrevista e como se comunicar com os variados públicos de interesse por meio de distintas ferramentas.

Notícias

Saiba quais são os 10 erros de português mais cometidos pelos brasileiros

Saiba quais são os 10 erros de português mais cometidos pelos brasileiros

A língua portuguesa tem muitas "pegadinhas", e é justamente com elas que é preciso tomar cuidado na hora de escrever. Quando usar "onde" ou "aonde" ? Qual é a diferença entre "haja" e "aja" ?Se você já teve dúvidas sobre como e quando utilizar uma dessas palavras, saiba que não foi o único: essas são algumas das expressões que mais causam problemas para os falantes da língua portuguesa na hora de escrever, de acordo com um levantamento feito pelo aplicativo de idiomas  Babbel .Veja, a seguir, quais são os 10 erros de português mais cometidos pelos brasileiros, segundo o app. Aproveite para conferir e não errar mais:"Lembrar" ou "lembrar-se de"Dependendo do contexto, o verbo "lembrar" pode significar "vir à memória". Nesse caso, é preciso utilizar um pronome pessoal junto ao verbo seguido pela preposição "de". Por exemplo: "Lembrou-se de mim quando ouviu uma música".Quando o verbo "lembrar" tiver sentido de similaridade, semelhança, não se deve usar o pronome pessoal e nem a preposição. Por exemplo: "Ele lembra bastante aquele ator famoso".O emprego de "mesmo""Mesmo" é um pronome demonstrativo que tem como função retomar uma oração ou reforçar um termo dito anteriormente. Por exemplo: "ela é generosa e espera dos outros o mesmo".Por isso, "mesmo" nunca deve ser utilizado como pronome pessoal, ou seja, como o pronome que indica a pessoa do discurso.Por exemplo: "O diretor foi afastado da empresa por motivos de saúde. O mesmo deve retornar ao escritório em duas semanas" -- Errado."O diretor foi afastado da empresa por motivos de saúde. Ele deve retornar ao escritório em duas semanas" -- Certo."Onde" ou "aonde"?"Onde" deve ser utilizado somente para substituir palavras que expressam ideia de lugar. Ele é usado com verbos estáticos. Por exemplo: "Não sei onde fica Ubatuba". Já "aonde" expressa a ideia de destino, de movimento. Por exemplo: "Aonde você vai?".Crase e os dias da semanaA crase é resultado da junção da preposição "a" com o artigo definido "a" ou ainda com pronomes como "aquela" e "aquele". Por isso, se o dia for usado com uma especificação, ou seja, com um pronome mais um artigo, é necessário usar crase.Por exemplo: "o concurso vai da próxima segunda à sexta-feira". O mais comum, no entanto, é usar os dias da semana sem artigo definido --e, consequentemente, sem crase. Por exemplo: "a feira funcionará de segunda a sexta-feira"."Haja" ou "aja"?"Haja" é a conjugação do verbo "haver", que significa "existir". Por exemplo: "haja o que houver, estamos juntos nessa". Já "aja" vem do verbo "agir", que representa ação. Por exemplo: "aja com cuidado"."Fazem" ou "faz" anos?Quando expressa uma ideia de tempo, o verbo "fazer" é impessoal --ou seja, ele não tem sujeito com quem concordar. Nesse caso, portanto, ele deve ser empregado sempre no singular. Por exemplo: "faz cinco anos que não o vejo"."Houveram" ou "houve"?"Haver", no sentido de existir, também é impessoal --e, por isso, invariável. Ou seja, ele deve ser utilizado sempre no singular. Por exemplo: "houve muitos problemas quando a conexão caiu"; "havia muitas pessoas na festa".Assistir "o jogo" ou "ao jogo"?Quando empregado no sentido de ver, presenciar, o verbo "assistir" exige a preposição "a". Por exemplo: "você vai assistir ao jogo hoje à noite?"; "seus pais assistiram à missa no domingo?".O emprego de "implicar"No sentido de acarretar, pressupor, levar a, o verbo "implicar" é sempre direto, ou seja, não exige o uso de preposição. Por exemplo: Errado - "atraso implicará em punição". Certo - "atraso implicará punição"."Este" ou "esse"?Apesar de similares na fala, os pronomes demonstrativos "este" e "esse" devem ser diferenciados na escrita.Enquanto "este" é usado para falar do presente ou de um objeto próximo do falante, "esse" é usado para falar do passado, do futuro ou de um objeto que está próximo da pessoa com quem se fala.Por exemplo: "Este colar no meu pescoço é de pérolas"; "vou estudar mais este ano"; "quando você comprou essa blusa azul?".(Fonte: Jornal Floripa)  Saiba Mais

Estratégias diferenciadas para se destacar nas redes sociais

Estratégias diferenciadas para se destacar nas redes sociais

É consenso que, hoje, ter uma boa presença nas redes sociais é fundamental para qualquer negócio ou empreendedor. Seja para promover sua marca ou mesmo ampliar e movimentar sua rede de contatos, elas são muito importantes. Mas não bastar estar lá. É preciso saber utilizar essas ferramentas e otimizá-las para seus objetivos. Estratégias ruins ou mesmo a ausência de um planejamento podem criar problemas que vão desde a perda de tempo com ações que não geram resultados até crises de imagem que podem comprometer permanentemente sua marca.O Facebook, Twitter e LinkedIn são, hoje, três das mídias sociais mais importantes do mundo. Abaixo, elencamos alguns aspectos que precisam ser considerados para se destacar nelas. Confira as dicas:Não force a barra no LinkedInPosicionada como rede social profissional, o LinkedIn é um espaço voltado ao público corporativo, tanto profissionais quanto empresas. Para as companhias, tem sido uma importante ferramenta para encontrar talentos, se relacionar com colaboradores e fortalecer sua marca empregadora. Para pessoas físicas, é uma boa maneira de encontrar oportunidades e fazer marketing pessoal. Nesse último aspecto, atue com bom senso. Não tente forjar uma imagem que você não tem e não perturbe as pessoas pedindo avaliações ou que elas intermediem contatos para você. Networking é algo que precisa acontecer de maneira transparente e orgânica. Contatos forçados mais assustam do que constroem pontes.Entenda o público de cada rede (e o seu)Não tente replicar em todas as redes sociais a mesma estratégia. Não vai dar certo. Hoje existe uma grande diversidade de redes e cada uma tem absorvido seus nichos. No quesito faixa etária, por exemplo, isso é muito claro. Dados recentes mostram que o Twitter, embora tenha perdido força no panorama geral, tem se fortalecido junto ao público com mais de 30 anos. Então, de repente, uma estratégia focada para essa faixa etária pode ter mais sucesso por lá do que no Instagram.Não espere que Mark Zuckerberg seja seu amigoMuitas marcas e produtores de conteúdo têm se reclamado do Facebook, devido às restrições de alcance impostas pela rede. Não espere caridade de Mark Zuckerberg. O Facebook é um negócio e, embora esteja baseada na cultura do grátis, não dá nada de graça a ninguém. Se você é uma marca, para aparecer na rede, mais do que ter uma boa estratégia, vai ter que colocar a mão no bolso. Uma ação bem planejada ainda é o grande diferencial (se ela for ruim, não haverá dinheiro no mundo que a torne boa). Mas para chegar a um público grande, vai ser preciso investir. E, nesse caso, é importante estudar bem a ferramenta de anúncios, para saber qual a melhor maneira de anunciar.(Fonte: Administradores)  Saiba Mais

5 formas de desenvolver a competência da comunicação e ter sucesso na carreira

5 formas de desenvolver a competência da comunicação e ter sucesso na carreira

Sobram habilidades técnicas, faltam as comportamentais. Por que um profissional estuda tanto e não aprende a se comunicar bem? Infelizmente, não se ensina isso na escola. Apesar de ser algo que praticamos desde o berço, a comunicação é uma competência que normalmente não se valoriza. Saber se comunicar não é exatamente dominar a arte de falar em público. Para interagir melhor com as pessoas, o profissional precisa ativar a prática da autopercepção para ajustar alguns comportamentos que vão revelar uma comunicação mais aprimorada. Entenda por que investir nisso pode render sucesso à sua carreira:1. Ao se perceber, você sai do ‘piloto automático’, que eu gosto de chamar de ‘modo anestesia’, para ficar ligado, acordado, presente. Só assim, é possível observar tudo o que acontece com você e à sua volta e ajustar o que pode ser aprimorado. Por exemplo: normalmente, alguém que viciou em ‘né’, ‘com certeza’ e ‘tipo assim’ (só para citar alguns vícios de linguagem), não percebe que está sendo repetitivo e cansativo. É necessário ouvir o que diz para evitar algumas práticas e ampliar outras.Dica: Ligue o som.2. Quando você se percebe, pode ampliar a consciência sobre o que diz e evitar gafes, por exemplo. O comunicador diz o que pensa e se ele tem pensamentos preconceituosos, naturalmente vai verbalizar isso. Quem comete gafes, também ‘paga mico’ e pode ficar mal visto nos grupos que frequenta. É importante investir numa transformação pessoal e questionar o motivo de carregar crenças que talvez sejam de outras pessoas para pensar, sentir e agir do seu jeito.Dica: Questione a crença.3. A habilidade de se perceber permite uma visão maior sobre tudo e, especialmente, sobre você. Se não existir um espelho à sua frente, você consegue se enxergar? Saberia reconhecer sua postura, gestos, caras e bocas, sem ver sua imagem refletida? Sem saber como se expressam, alguns são mal interpretados; por isso o processo de autoconhecimento é fundamental para o desenvolvimento.Dica: Olhe no espelho.4. A autopercepção é um passo para o reconhecimento dos pontos positivos. Muita gente busca aprimoramento em alguma área da vida, mas resiste em aceitar em que é bom, e confunde o reconhecimento com arrogância, o tal do ‘se achão’. Enquanto não houver a aceitação dos aspectos fortes, não há motivação que resista ao aprimoramento dos pontos que ainda precisam de melhoria.Dica: Aceite-se.5. Com a percepção ativada, o comunicador entende que a prática das virtudes é a base que sustenta a comunicação aprimorada. Ninguém mantém uma postura maquiada por muito tempo, por isso o caminho para a transformação interior abre portas para um autoconhecimento maior sobre si mesmo e promove uma comunicação em que a prioridade é a conexão com o outro para que os resultados sejam consistentes e verdadeiros.Dica: Conecte-se(Fonte: Administradores) Saiba Mais

Clientes

Contato