A Empresa

A missão da ADCom Comunicação Empresarial é criar, consolidar, fortalecer e valorizar a imagem e reputação de empresas, instituições e profissionais junto a seu público alvo e à sociedade, por meio de comunicação integrada. Nosso trabalho tem como meta aumentar o encantamento pela marca, tornando o consumidor fã dela e, também, um disseminador de seu nome. Esta paixão possibilita à empresa praticar valores mais justos e lucrativos. Integramos distintas formas de comunicação para geramos maior visibilidade e transformarmos, de forma moderna e antenada, o assessorado em referência no seu segmento para que seu público fique cada vez mais encantado. 

Serviços

  • Relacionamento com a Imprensa

    O Relacionamento com a Imprensa, conhecido como Assessoria de Imprensa, visa dar ênfase ao envio de informações sobre o cliente à mídia impressa, eletrônica e on line para que ele se transforme em fonte em matérias jornalísticas. Esta ação agrega valor, aumenta a reputação e lembrança do nome de forma direta e indireta, atingindo diferentes públicos de interesse, de forma maciça e mais abrangente.
  • Publicações

    Desenvolvimento de publicações digitais ou impressas (jornais, revistas, newsletters, material publicitário, entre outros) com o objetivo de valorizar, institucionalmente, o cliente, atingindo e se relacionando com o público alvo, abrindo o diálogo e levando a ele informações de valor e interesse. 
  • Geração de Conteúdos

    Desenvolvemos todos os tipos de conteúdos para os mais diferentes fins. São eles: matéria jornalística, livro, blog, rede social, redação publicitária, release, newsletter, revista, jornal, sites, portais, entre outros. São textos, fotos, vídeos, podcasts (áudios), com o conteúdo pertinente àquele meio e ao público ao qual se destina. Fazemos geralmente um "cross media", onde um meio complementa o outro de forma atraente e envolvente. Estamos sempre antenados com as novas tendências e como potencializar seu uso com uma comunicação inteligente, criativa e de resultados.
  • Sites e Portais

    O site do cliente deve ter uma apresentação moderna, dinâmica e ser atualizado constantemente para geração de interesse.

    A ideia é abastecermos continuamente com notícias sobre a empresa e meio de atuação, com artigos assinados pelos diretores, com imagens, gráficos, vídeos, entre outros materiais que gerem interesse e levem informação de qualidade para o internauta.

    Atualizamos também conteúdos estáticos existentes e gerenciamos a contratação de profissionais, por exemplo, entre outras ações de relevância para este item da mais alta relevância para qualquer empresa, seja de que porte for.
  • Redes Sociais

    As redes sociais ganham importância crescente com o acesso cada vez maior de pessoas a elas pelas mais distintas formas, sendo as principais celulares e tablets.

    Por isso, devem ser tratadas com a relevância devida, aumentando o engajamento, informando e formando opinião para consolidação da reputação, bem como valorização da imagem.

    Nossa equipe elabora conteúdo (textos, fotos, vídeos, podcasts), seleciona públicos de interesse, impulsiona publicações com o foco tanto na valorização de imagem e reputação como na reversão de leads para o cliente.

    É importante sempre ser elaborado conteúdo condizente com cada rede pois cada uma delas tem a sua peculiaridade.
  • Prevenção e Gerenciamento de Crise de Imagem

    Quanto custa e quanto tempo leva para se construir um nome no mercado?

    O deslize de um funcionário, o descontentamento de cliente, a má explicação de um fato, a deturpação da informação ou até mesmo alguma fatalidade são fatores que podem arruinar a imagem e a reputação de empresas, profissionais, produtos e instituições.

    A ADCom Comunicação Empresarial, por meio de trabalho contínuo junto ao cliente, pode avaliar, prevenir, antecipar soluções e criar ferramentas específicas para situações potenciais de crise.

    E, se ela estiver instalada, resolvê-la da forma mais adequada.

    Uma crise sempre deixa sequelas graves que, se não forem corretamente trabalhadas, podem ser difíceis de reverter.
    Esta situação é, por si só, muito difícil. Porém, é importante que também se atue forte depois da ocorrência para amenizá-la de maneira substancial.
    O ideal é, desde o início desta queda, manter-se aberto ao diálogo e se mostrar acessível aos questionamentos dos públicos interno e externo, com um discurso ético, honesto e com comunicação acessível a todos.
  • Eventos

    Realizamos a cobertura in loco de eventos tanto próprios como que contem com a participação do cliente.

    É promovida divulgação jornalística pré e pós-evento para mailing de interesse e imprensa, bem como em tempo real, ao vivo, no momento que ocorre, para abastecimento das redes sociais.

    Também preparamos o presskit para a sala de imprensa e, além do apoio jornalístico, disponibilizamo-nos a sugerir ideias para maior valorização destas ações.

    Por isto, é importante que nossa equipe participe desde o momento da concepção para que se possa ter mais atrativos tanto para a imprensa como para o público de interesse. 
  • Treinamentos e Palestras

    A ADCom Comunicação Empresarial ministra palestras e treinamentos sobre o funcionamento da mídia brasileira, como lidar com a imprensa, como se portar em uma entrevista e como se comunicar com os variados públicos de interesse por meio de distintas ferramentas.

Notícias

Quer escrever textos inovadores? Professor de português dá dica

Quer escrever textos inovadores? Professor de português dá dica

Questiona-me um querido leitor: de onde vem o termo “ubiquidade”?Proveniente do latim ubique, do francês ubiquité, ubiquidade remete a “estar em toda a parte”. É mais conhecida palavra “onipresença”.Na pesquisa do etimólogo Deonísio da Silva, há uma história muito interessante: um dos milagres atribuídos a santo Antônio de Lisboa (conhecido na Itália como santo Antônio de Pádua) foi o da ubiquidade. Além de hoje estar praticamente em todas as igrejas católicas, santo Antônio foi conhecido como um grande orador, tendo treinado muito isso em um eremitério em Forli, na Itália.Em uso da função poética da linguagem, podem ser construídas expressões como “Na paixão, o amor e sua imagem são ubíquos, estão em todas as partes, onipresentes.”Antes de comentar um pouco mais sobre a função poética da linguagem, quero também expor o sentido de “eremitério”. Em termos bem simples, são os lugares dos eremitas (pessoa que, como penitência ou por índole, vive solitário em lugar deserto).A função poética da linguagem tem como principal característica a emissão de um mensagem elaborada de maneira “inovadora”, artística e com o enorme poder de chamar (por forma e conteúdo) mais ainda a atenção do leitor. Por isso, está bastante presente na Publicidade, na Literatura, na Arte.Usando verbos no imperativo e repetindo alguns conectivos, redigi os seguintes versos que muito representam essa função. Note como a rima garante também  sonoridade:Perdoe, senão será tardeAme, senão será alardeAbrace, senão solidão invadeDoe, senão a alma encardeLute, para que vençaReze, para que cresçaCreia, para que floresçaBeije, para que amanheçaViaje e terá mudançaCante e terá bonançaCrie e terá esperançaIncentive e terá aliançaSalvemo-nos com poemasEu peçoFazendo poemasIncentive-se a criar versos autorais. Toda a sua escrita será observada com mais atenção e dará à sua carreira, caro leitor, muito mais visibilidade.(Fonte:Exame) Saiba Mais

A difícil tarefa de construir uma marca em meio a smartphones, iPads e Facebook

A difícil tarefa de construir uma marca em meio a smartphones, iPads e Facebook

Este é um cenário de muitas oportunidades, mas é preciso que toda a indústria da comunicação se adapte, sem opção. A revolução já está acontecendo. E quem chegar mais cedo vai pegar o melhor lugar."O mundo já foi mais fácil."Quem, como eu, trabalha com comunicação com certeza já ouviu -- e talvez tenha até mesmo repetido -- esta frase algumas vezes. E o fato é que sim, houve um tempo em que a dinâmica do nosso mercado era muito mais simples, pois havia papéis definidos e cada qual cumpria com o seu. De um lado, estava o consumidor com pouco ou nenhum controle sobre o conteúdo que consumia, incluindo a publicidade, que acabava sendo um pedágio sobre seu entretenimento do qual ele não tinha como escapar. A mensagem dos anunciantes era o ingresso para a novela das oito. Do outro, estava o anunciante assistido pelas agências e veículos de mídia, que sabiam muito bem sua função na engrenagem: agência criava, veículos de mídia distribuíam. Com uma conta relativamente simples era possível prever quantos impactos uma campanha alcançaria e com base nesse número estimar um percentual de conversão em vendas. O modelo de negócio de toda a indústria era claro e todas as partes (agências, anunciantes, veículos e consumidores) pareciam felizes.Só que esta realidade está sendo profundamente alterada pelo advento do consumidor conectado e com ele toda uma industria está tendo de se reinventar. O conceito de que publicidade se reduz a uma pílula de mensagem que interrompe o consumidor seja por meio de um banner, um comercial na TV ou anúncio de jornal ficou bastante limitado. A atuação das marcas (ou "anunciante" como se dizia antigamente) não se limita mais a fazer o público acreditar em uma mensagem. O consumidor ficou exigente e hoje, para conquistar sua atenção, é preciso entretê-lo, ajudá-lo prestando um serviço ou oferecendo ferramentas que tornem sua vida mais fácil. Em outras palavras, o marketing das marcas precisa fazer a diferença na vida das pessoas. A evolução da tecnologia deu voz ao público e a publicidade hoje é uma via de mão dupla. Além de transformar drasticamente a forma como se construía marcas, a tecnologia está mudando completamente a publicidade de varejo. Por exemplo, gerar leads e demanda com suporte de ferramentas de compra programática e behavior target tornam a conversão muito maior pois entregam mensagens cada vez mais relevantes. E não podemos esquecer que agora o consumidor também é mídia, já que as horas que passamos nas redes sociais estamos, entre outras coisas, recomendando ou não muitas marcas.Este é um cenário de muitas oportunidades para empresas e profissionais, porém é preciso que toda a indústria da comunicação se adapte, algo especialmente difícil no mercado brasileiro que tem uma dinâmica muito particular onde as agências têm um modelo de negócios, muitas vezes, apenas suportado pela compra de mídia.Mudar não é mais questão de opção, a revolução já está acontecendo. E quem chegar mais cedo vai pegar o melhor lugar.(Fonte: Huffpost) Saiba Mais

As 5 valiosas lições de Kevin Spacey para quem trabalha com comunicação

As 5 valiosas lições de Kevin Spacey para quem trabalha com comunicação

A primeira semana de outubro em Nova Iorque costuma ser ainda mais agitada para quem trabalha com comunicação. É quando acontece a Advertising Week e, dentro dela, o IAB Mixx, evento focado em Digital e seu impacto na Propaganda. Parece que a cidade está vibrando em torno das novas tecnologias e da busca pela criatividade. Um prato cheio para quem quer absorver tendências.Acabei de volta de lá com uma ideia martelando na minha cabeça. De que a mensagem principal sobre tudo que vi, e ouvi, não é nova. Mas apenas um reforço do que o evento vem abordando nos últimos anos: as coisas mais bacanas, e que geram valores para os anunciantes e suas marcas, vêm da intersecção da tecnologia com a criatividade. Fácil de falar e difícil de fazer. O tema central IAB Mixx, "Digital Renaissance Moment - Art, beauty and human emotion in marketing", reforça este caminho.Tive essa certeza ao ouvir a palestra, justamente, de uma pessoa que não trabalha diretamente na publicidade. O ator Kevin Spacey - o ardiloso Frank Underwood de House of Cards - arrancou aplausos de uma plateia hipnotizada ao falar algumas verdades que, às vezes, nós que trabalhamos com comunicação nos esquecemos. Elenco algumas delas, a seguir:Qualquer um pode criar - Hoje, a pessoa mais comum do mundo, não importa o que faça ou ande viva, pode criar conteúdos e construir sua audiência. Todo o ecossistema da Indústria da Comunicação, e seus intermediários, não são mais um pré-requisito para o sucesso, como era quando ele começou na carreira de ator.A indústria dos games é a nova Hollywood - A Amazon pagou quase US 1 bi pelo Twitch, uma plataforma de transmissão de partidas de vídeo game. Isso mostra o potencial de um setor que já é maior do que o cinema, e está mudando o jeito e a estática de se contar histórias.Foco no consumidor - De "o que as pessoas querem, no formato que elas querem, e a maioria delas irá pagar." Spacey cita o caso do Netflix e House of Cards, sucesso de audiência que mudou o modelo das pessoas assistirem séries, ao disponibilizar todos episódios de uma vez só.Ser autêntico - Como o excesso de conteúdos ORIGINAL disponível nunca foi tão importante.A importância de correr riscos - Esta, para mim, foi a lição mais importante. Tudo que se cria de mais legal em comunicação, tem um grande fator de risco envolvido. O "novo" gera riscos. No entendo, a indústria ainda está presa às pesquisas que levam muita gente a fazer mais, do mesmo. Quem quebra essa regra, se diferencia.Afora o carisma e o dom de entreter plateias de Kevin Spacey, discutir como o Digital está transformando a maneira de artistas e criadores terem sucesso no mundo entretenimento e como a plataforma importa cada vez menos, em detrimento ao conteúdo, é a tônica dos próximos tempos.(Fonte: Huffpost)  Saiba Mais

Clientes

Contato